Marchezan considera válida estratégia da dupla Gre-Nal de treinar “onde tem segurança”

Marchezan considera válida estratégia da dupla Gre-Nal de treinar “onde tem segurança”

Prefeito destacou a velocidade do crescimento da demanda de UTIs devido a Covid-19 e negou a possibilidade de treinos coletivos

Por
Correio do Povo e Rádio Guaíba

Prefeito entende que Grêmio e o Inter devem optar por treinar fora de Porto Alegre caso se sintam seguros em relação a pandemia


publicidade

O prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan, vê com tranquilidade uma possível saída de Grêmio e Inter da cidade para treinar em outros locais. O chefe do Executivo municipal destacou que prefeitura segue preocupada com a velocidade do crescimento de demanda por UTI’s em decorrência da Covid-19 e que não tem como liberar os trabalhos coletivos dos clubes na cidade.

“Temos uma relação muito boa com o Grêmio e com o Inter. Se há uma opção de treinar em outro local, dentro dos custos dos clubes, onde eles tenham segurança que não haverá problema pelos próximos meses, acho uma opção válida”, declarou Marchezan em entrevista ao programa Esfera Pública, da Rádio Guaíba.

Grêmio e Inter aguardam as definições dos governos estaduais e municipais para definir se irão treinar fora da cidade nas próximas semanas. Os clubes estão preocupados com o início do Brasileirão, marcado pela Confederação Brasileira de Futebol para o dia 9 de agosto.

“Óbvio, que, como porto-alegrenses, somos orgulhosos de ter o Grêmio e o Inter, pois eles trazem benefícios para a nossa sociedade e não ficamos felizes com isso. Gostaríamos de poder estar em outro momento. No entanto, estamos em um período de contaminação elevado. No mês passado, tivemos uma grande aceleração de demanda de leitos para UTIs. Essa aceleração parece que diminui, mas segue aumentando. E o número de UTIs ocupadas é bastante elevado. Mas o mais preocupante é a velocidade do crescimento da demanda. Por isso, mantemos a restrição de treinos coletivos”, concluiu.

O Grêmio planeja a viagem para Criciúma no início da próxima semana. Já o Inter não revela os planos e aguarda uma posição do governador Eduardo Leite até a sexta-feira ou no começo da próxima semana. Se as restrições forem mantidas, o Colorado deve tomar o mesmo rumo do Tricolor. A Federação Gaúcha de Futebol marcou para o dia 26 a data limite para a retomada do estadual.