Campanha busca costureiras voluntárias para produzir máscaras em Campo Bom
capa

Campanha busca costureiras voluntárias para produzir máscaras em Campo Bom

Cinco empresas de Campo Bom se uniram para criar uma rede de voluntariado no combate ao coronavírus

Por
Stephany Sander

Entrega dos kits para montagem será na casa de cada voluntária

publicidade

Cinco empresas de Campo Bom se uniram para criar uma rede de voluntariado no combate ao coronavírus. A cidade recebeu material para confecção de 25 mil máscaras e busca agora costureiras voluntárias para confeccioná-las. Depois de prontos, os protetores faciais serão doados à comunidade, priorizando pessoas mais idosas e vulneráveis ao vírus.

A ação teve início com a doação dos tecidos pela empresa Boxflex, que mandou o material para a Arezzo & CO, onde ele foi cortado. Nesse processo colaborativo, as empresas Marfim, Suplier e Styka se uniram à causa e doaram elásticos e linhas. 

Agora, a campanha parte para outra etapa fundamental: a costura. Para isso, a prefeitura lançou uma campanha para que costureiras se somem a essa corrente do bem. Segundo a administração municipal, o processo de costura é simples e todas as voluntárias serão orientadas sobre a montagem.

A entrega dos kits para montagem será na casa de cada volunária, assim como a coleta após o feitio. A fim de evitar casos da Covid-19, a administração municipal está conscientizando os moradores sobre a importância do uso da máscara quando for necessário circular nas ruas ou em estabelecimento cuja abertura é permitida pelo município.

Além disso, um tutorial sobre como fazer máscara em casa está disponível nas redes sociais da prefeitura para os que optarem em produzir sua própria proteção. Quem desejar se voluntariar pode entrar em contato pela página do Facebook da prefeitura.