Cempra se adapta para seguir com atendimento aos animais de estimação em Campo Bom

Cempra se adapta para seguir com atendimento aos animais de estimação em Campo Bom

Devido ao isolamento social, local tem buscado pets para evitar aglomeração

Stephany Sander

Cempra atende animais de estimação de famílias de baixa renda e de animais de rua

publicidade

Em meio à pandemia, o Centro Municipal de Recuperação e Bem-Estar Animal (Cempra) segue atendendo os animais de estimação de famílias de baixa renda e os animais de rua de Campo Bom. 

Desde o início do isolamento social, um veículo equipado com caixas para o transporte de todos os portes de animais é utilizado para buscar os cães e gatos no local solicitado, evitando assim o trânsito de pessoas até o local. 

Inaugurado em 2019, o local está chegando na marca de mil atendimentos e somente neste ano, já foram realizadas 330 castrações até o momento. A equipe do Cempra é formada por um médico veterinário e um auxiliar de veterinária. 

Podem ser atendidos pelo Cempra animais em situação de rua, pets comunitários, vítimas de maus-tratos ou de famílias que comprovem baixa renda. 

Cuidados 

Conforme o secretário de Meio Ambiente, Jeferson Timm, o local também tem o cuidado de não misturar gatos e cães na sala de recuperação para que não fiquem estressados. 

“Por isso, cães são recebidos nas segundas, quartas e quintas-feiras, enquanto que gatos são atendidos nas terças-feiras. Além disso, todos os animais que passam pelo Centro possuem uma ficha com todos os dados, como nome, peso, raça, cor, porte além de uma foto”, explicou .

Os atendimentos são feitos mediante agendamento. O morador deve entrar em contato com o Cempra por meio do telefone/WhatsApp: (51) 99668-8549 e será orientado a abrir protocolo nos guichês seis e oito do Centro Administrativo. São necessários documentos como RG, CPF e comprovante de residência do tutor. Já os beneficiários de programas sociais devem apresentar comprovantes, como a tarifa social de energia elétrica, cartão do Bolsa Família e cartão de transporte público, no caso dos idosos. Aposentados devem levar o demonstrativo do benefício. 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895