Chegada de temporal causa transtornos na Fronteira Oeste

Chegada de temporal causa transtornos na Fronteira Oeste

Vento destelhou casas e derrubou árvores em Uruguaiana e Santana do Livramento

Fred Marcovici

Moradia ficou energizada após rompimento de fios de luz em Uruguaiana

publicidade

A Defesa Civil de Uruguaiana divulgou na manhã desta terça-feira dados dos transtornos causados pelas chuvas e ventos das últimas 24 horas no município. Segundo o coordenador do órgão, Paulo Woutheres, a precipitação alcançou 71 milímetros no período e os ventos atingiram rajadas de 50 quilômetros horários no início da manhã.

Uma casa foi parcialmente destelhada no bairro Cidade Nova e uma árvore tombou junto às margens da BR 472, próximo à Barragem Sanchurí. Em localidades pontuais como o bairro Bela Vista, houve corte de energia elétrica, que foi restabelecida gradualmente.

Uma casa no Loteamento João Paulo II ficou energizada devido ao rompimento de fios de luz. O Corpo de Bombeiros não recebeu chamados. No momento, a situação é de normalidade, chuva mansa e esparsa.

Em Santana do Livramento, os ventos destelharam parcialmente a Escola Municipal Silveira Martins, no bairro do Prado. Houve ainda pelo menos 10 moradias populares destelhadas no entorno da área. Alguns postes tombaram, o que interrompeu o fornecimento de energia elétrica. O coordenador da Defesa Civil no município, Miguel Pereira, destacou que, mesmo com os problemas, a situação está sob controle e os serviços básicos estão mantidos.


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895