Ciclovia é liberada em Uruguaiana a partir desta quarta-feira

Ciclovia é liberada em Uruguaiana a partir desta quarta-feira

Parcão do município também deve ser liberado para práticas esportivas, mas ainda sem data definida

Fred Marcovici

A passagem estava interditada há um mês para evitar aglomeração de pessoas e bicicletas ao longo da pista

publicidade

A Secretaria de Segurança, Trânsito, Transportes e Mobilidade Urbana (Segtram) de Uruguaiana, na Fronteira Oeste do RS liberou nesta quarta o uso da ciclovia da avenida Presidente Vargas está liberada. A passagem estava interditada há um mês para evitar aglomeração de pessoas e bicicletas ao longo da pista.

“Seguindo as orientações da Secretaria de Saúde, o espaço de 2,2 quilômetros de extensão foi interrompido temporariamente, visto que pelo corredor circulavam centenas de pessoas em horários diferenciados. Agora, também sob orientação dos profissionais da SMS, o espaço foi liberado contando com todos os cuidados necessários para evitar concentrações”, disse o titular da Segtram, José Cabreira.

Sobre a possível reabertura do Parque Dom Pedro II para a prática esportiva, o secretário de Esporte, Lazer e Cultura, Raphaelly Félix, avaliou que a possibilidade está sendo trabalhada. “O esporte foi e continuará sendo uma das prioridades da administração municipal, principalmente por estar ligado diretamente à saúde do cidadão. Estamos trabalhando pela liberação do Parcão para a prática esportiva, contudo, salientamos que a preservação da saúde de todos é fundamental, por isso, se a liberação ocorrer os profissionais da SMELC serão deslocados para o espaço", disse.

Conforme Félix, nas quadras e campos do Parque, será feito o monitoramento das atividades físicas de todos os praticantes, além da fiscalização do uso obrigatório de máscara. Os horários de uso serão diferenciados e a liberação indicada por faixa etária. Ele ainda ressaltou que a liberação do Parcão, sem data confirmada, será apenas voltada à prática esportiva.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895