Cufa de Frederico Westphalen distribui 100 toneladas de alimentos e insumos durante a pandemia

Cufa de Frederico Westphalen distribui 100 toneladas de alimentos e insumos durante a pandemia

Ajuda chegou a 15 municípios da microrregião do Médio Uruguai, no Norte do Rio Grande do Sul e Oeste de Santa Catarina

Por
Agostinho Piovesan

Famílias, entidades e hospitais foram beneficiados com as ações da Cufa


publicidade

Milhares de famílias em situação de vulnerabilidade, além de hospitais e Instituições de Longa Permanência (ILPs) foram beneficiadas pela Central Única das Favelas (Cufa/WF) de Frederico Westphalen, com alimentos, durante os mais de 150 dias desde o início da pandemia do coronavírus. Foram distribuídas 100 toneladas de alimentos, além de insumos hospitalares, máscaras reutilizáveis, roupas e agasalhos.

Segundo o coordenador da Cufa, Roberto Torres Júnior, a ajuda chegou a 15 municípios da microrregião do Médio Uruguai, no Norte do Rio Grande do Sul e Oeste de Santa Catarina. “Foi um trabalho extraordinário que contou com o apoio de empresas, instituições e pessoas físicas, garantindo ações efetivas e ajuda direta a milhares de pessoas em situação de vulnerabilidade”, disse.

Torres Júnior informou ainda que, desde o dia 18 de março, o Centro Cultural e de Desenvolvimento Social Leonir Ângelo Balestreri, localizado em Frederico Westphalen, foi o ponto de referência do trabalho e ali foram recebidas as 100 toneladas de alimentos, sendo também ponto de distribuição.

“Desde o início, a Cufa/FW preocupou-se em auxiliar as famílias atendidas com alimentos, tendo em vista os impactos financeiros causados pela pandemia e promoveu campanhas de arrecadação que tiveram a adesão de inúmeros parceiros como mercados locais e pessoas físicas, a fim de entregar cestas básicas em diversos bairros da cidade”, comentou.

A direção da Cufa informa que diversas instituições realizaram doações de cestas básicas para auxiliar os mais necessitados. Com a ajuda de empresas, também foram doados mil frangos e distribuídos 172 botijões de gás. Além disso, durante a pandemia a entidade firmou parceria com o Ministério Publico Trabalho (MPT) de Passo Fundo, através do qual foi garantida a quantia de R$ 96,5 mil para a aquisição de cestas básicas, dos quais R$ 50 mil já foram entregues em Frederico Westphalen.

O restante deve ser liberado nos próximos dias, beneficiando famílias de baixa renda em Passo Fundo. Ao todo, esta parceria com o MPT deve alcançar 45 toneladas de cestas básicas.

Torres Júnior disse que, a fim de auxiliar famílias em situação de vulnerabilidade em todo o Brasil, amenizando os impactos do avanço do Covid-19, a Cufa nacional lançou, em abril deste ano, o programa “Mães da Favela”, que garantiu o auxílio, chamado de “Vale Mãe” de R$ 1200 durante dois meses, para mulheres cadastradas.

Em Frederico Westphalen, a central foi responsável por identificar e cadastrar 180 mães de baixa renda no programa, em diversos bairros, viabilizando que as famílias pudessem adquirir os alimentos. Ao todo, foi disponibilizado um montante de R$ 43,2 mil nos bairros frederiquenses.

Além disso, máquinas de costura foram doadas iniciando linhas de produção de máscaras reutilizáveis no Presídio Estadual de Frederico Westphalen e na Comunidade Terapêutica Feminina Bárbara Maix, que foram disponibilizadas para toda a comunidade de forma gratuita. Também em Frederico Westphalen, o projeto “Costureiras Voluntárias” reuniu mulheres nas dependências do Centro Cultural, as quais confeccionaram, além de máscaras, outros itens que foram destinados a órgãos de saúde, auxiliando os profissionais no enfretamento à Covid-19.

O coordenador da Cufa de Frederico Westphalen informou, ainda, que em Itatiba do Sul (RS), o projeto “Melhor Idade Produtiva” foi o responsável por produzir mais de oito mil máscaras, contemplando toda a população idosa do município e a comunidade em geral. Também foram produzidos aventais e outros itens para órgãos de saúde. Além disso, auxiliou na campanha “Máscara Roxa”, lançada pelo Comitê Gaúcho “Eles por Elas”, da ONU Mulheres, e aderida pelo município. Ao todo foram distribuídas 15 mil máscaras. Durante os meses de pandemia, órgãos de saúde de 13 cidades foram beneficiados com insumos hospitalares.

A Cufa também conseguiu auxiliar diversas entidades com alimentos e EPIs. Lares de Idosos foram beneficiados nas cidades de Frederico Westphalen (RS), Palmitos (SC) e Nonoai (RS). Entidades como Apae, Fazenda Cristo Rei, Comunidade Terapêutica Feminina Barbara Maix, Lar dos Deficientes Físicos, todas de Frederico Westphalen, também receberam auxílio.


Igualmente foram realizadas doações em favor dos índios caigangues da região Norte do Rio Grande do Sul, bem como a Centros de Referência de Assistência Social de Iraí, Frederico Westphalen, Nonoai e Itatiba do Sul, no Estado gaúcho.