Enart transforma Santa Cruz do Sul no coração do tradicionalismo
capa

Enart transforma Santa Cruz do Sul no coração do tradicionalismo

Considerado o maior de cultura amadora da América Latina, festival ocorreu neste final de semana em Santa Cruz do Sul

Por
Otto Tesche

CTG Tiarayú obteve a conquista três anos após vencer pela primeira vez.

publicidade

O CTG Tiarayú, da cidade de Porto Alegre, na 1ª Região Tradicionalista, conquistou o troféu de grande campeão da Força A das danças tradicionais durante o 34º Encontro de Artes e Tradição Gaúcha (Enart), encerrado neste domingo, em Santa Cruz do Sul. A invernada obteve a conquista três anos após vencer pela primeira vez e também foi eleita como o grupo de danças mais popular. O CTG Rancho da Saudade, de Cachoeirinha, campeão do ano passado, ficou em segundo lugar.

O anúncio ocorreu no Ginásio Poliesportivo e Cultural do Parque da Oktoberfest na noite deste dominho, após a dança da integração com a participação de todos os grupos classificados para a final do festival. O primeiro lugar nas danças tradicionais da Força B foi obtido pelo CTG Candeeiro da Amizade, de Vera Cruz. O grupo garantiu a participação na Força A do próximo ano. A 1ª Região Tradicionalista, da área de Porto Alegre, conquistou o troféu rotativo Marca Grande ao somar o maior número de pontos em todas as modalidades durante a fase final.

Com apresentações em dez palcos, o Parque da Oktoberfest de Santa Cruz do Sul se transformou no coração do tradicionalismo e do amor pela cultura gaúcha no fim de semana. Considerado pela Unesco como o maior festival de arte amadora da América Latina, o 34º Enart reuniu desde a noite de sexta-feira até este domingo 2 mil artistas amadores apenas nas modalidades de danças tradicionais das forças A e B. Com as categorias individuais, o número chegou a 4 mil competidores na final do evento, procedentes das 30 Regiões Tradicionalistas.

As 600 apresentações em 29 concursos dentro de 15 categorias terminaram na noite deste domingo. A modalidade de danças tradicionais teve durante todo o fim de semana a maior concentração de público nos dois locais de apresentações. Palco da Força A, o Ginásio Poliesportivo e Cultural, com capacidade para 5.375 pessoas, lotou toda a vez que a invernada de algum CTG mais popular ou favorito entrou no tablado na final neste domingo, com grande vibração no início e final de cada exibição, com as danças de entrada, as três definidas por sorteio e de saída.

Outra modalidade que atraiu grande público foram os desafios da chula. O público acampado nos 14 hectares do parque transformou a área em uma cidade de lona com a instalação de barracas em todos os espaços com gramado. As estruturas abrigaram em torno de 3 mil pessoas. Além disso, os visitantes e participantes apaixonados pelo tradicionalismo contaram com 80 locais de alojamentos, entre escolas estaduais, sedes sociais de empresas, residências particulares, salões paroquiais e os CTGs, bem como nos hotéis e pousadas.