ERS 239 em Sapiranga ganhará passarela
capa

ERS 239 em Sapiranga ganhará passarela

Estrutura ligará os bairros Oeste e Vila Irma

Por
Correio do Povo

Estrutura ligará dois bairros e é um pedido antigo de moradores da região

publicidade

Quem trafega pelo trecho da ERS 239 em Sapiranga já observa a sinalização das obras que estão sendo iniciadas para instalação de uma passarela no km 25 da rodovia. A estrutura ligará os bairros Oeste e Vila Irma, atendendo a pedido antigo dos moradores, que não contam com uma travessia segura atualmente. 

Após as sinalizações e fundações, a próxima etapa será a instalação dos pilares. Outros serviços em andamento são a montagem das estruturas de aço e o preparo das formas de madeira para a concretagem das rampas de acesso à estrutura. O investimento, por parte da Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR), é de R$ 1,4 milhão, e uma segunda passarela, também em Sapiranga, deve ser instalada no bairro Amaral Ribeiro, no km 29.

Passando por dez municípios, a ERS 239 é considerada a estrada estadual mais perigosa da região Metropolitana. Segundo dados do Comando Rodoviário da Brigada Militar, em 2017, foram 31 mortes, no ano passado o número caiu para 19 e, em 2019, até o momento, são 14 óbitos, entre acidentes e atropelamentos. Uma audiência pública sobre a infraestrutura viária do Vale do Paranhana está marcada para 2 de setembro, na Faccat, em Taquara. Serão debatidos o projeto de duplicação da ERS 239 no trecho entre Taquara e Rolante e também o da ERS 115, entre Taquara e Igrejinha.