Estância Velha autoriza recomendação de cloroquina para pacientes com Covid-19

Estância Velha autoriza recomendação de cloroquina para pacientes com Covid-19

Pacientes terão de concordar com tratamento com a medicação, cuja eficácia não é reconhecida pela OMS

Stephany Sander

Em junho, a OMS interrompeu os testes com hidroxicloroquina em pacientes com Covid-19

publicidade

Com o aumento dos casos confirmados e, também, o crescimento de óbitos ocasionados pela Covid-19, a Secretaria Municipal da Saúde de Estância Velha vai recomendar aos médicos que eles poderão receitar cloroquina, ivermectina e azitromicina, entre outros medicamentos. A decisão foi anunciada pela prefeita Ivete Grade nesta segunda-feira. 

A Prefeitura de Estância Velha ressalta que esses medicamentos poderão ser prescritos conforme critérios médicos e com a concordância do paciente, de maneira preventiva. O médico infectologista do Hospital Municipal Getúlio Vargas (HMGV), Ricardo Siegle, reforça que a decisão será entre paciente e profissional. Siegle, que é o responsável técnico do HMGV, disse que não recomenda a utilização das medicações sem a indicação para a doença especificada na bula. 

Na semana passada, a Associação dos Municípios do Vale do Rio dos Sinos (Amvars), representando Estância Velha e a região, solicitou que o Governo do Estado encaminhe aos municípios a cloroquina fornecida pelo Ministério da Saúde.

Em junho, a Organização Mundial da Saúde interrompeu os testes com hidroxicloroquina em pacientes com Covid-19. De acordo coma  organização, o medicamento não levou a uma redução nas hospitalizações e nem na mortalidade. A decisão foi anunciada após o Reino Unido informar que faria o mesmo, por não ver resultado positivo no medicamento, e também depois que a agência de controle de medicamentos dos Estados Unidos revogou a autorização para o uso emergencial da cloroquina e da hidroxicloroquina para pacientes com o novo coronavírus.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895