Grupo cria vaquinha digital para pagar cirurgia de cão atropelado em Sapucaia do Sul

Grupo cria vaquinha digital para pagar cirurgia de cão atropelado em Sapucaia do Sul

Campanha busca arrecadar R$ 2.020 para realização do procedimento ortopédico do animal

Fernanda Bassôa

Animal quebrou as duas patas e precisa de urgentemente de cirurgia

publicidade

O pequeno Malhado, cachorro comunitário do bairro Lomba da Palmeira, em Sapucaia do Sul, que tem apenas quatro meses,  foi vítima de atropelamento sem prestação de socorro, na semana passada. O animal quebrou as duas patas e precisa urgentemente de cirurgia. 

Para isso, o grupo Simpatizantes da Causa Animal (Simca) adotou temporariamente Malhado, até ser angariado o valor necessário para o procedimento cirúrgico. Uma das idealizadoras do projeto e estudante de veterinária, Grasiela Centeno, atuante contra os maus tratos e incentivadora de adoções de animais de rua, criou uma vaquinha digital para que sejam feitas doações em dinheiro. 

Segundo ela, a clínica parceira do grupo cobrou apenas metade do valor, ao custo de R$ 2.020, para a realização do procedimento ortopédico. “Ele vive lá no morro, onde são largados vários animais por lá. Sempre quando nos doam ração, vamos lá alimentá-los, pois são muitos. A mãe do Malhado apareceu morta. Eram cinco filhotes, os outros também morreram", disse Grasiela.

Grasiela diz que já foram arrecadados R$ 995, mas ela corre contra o tempo, pois a previsão de cirurgia seria para a próxima segunda-feira, dia 20. 

Além da vaquinha digital – que pode ser acessada através neste link - o Simca tenta arrecadar a verba através de rifas e do brechó solidário. 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895