Hospital Universitário de Rio Grande tem leitos de UTI Covid-19 habilitados pelo Ministério da Saúde

Hospital Universitário de Rio Grande tem leitos de UTI Covid-19 habilitados pelo Ministério da Saúde

A habilitação foi divulgada na edição desta quinta-feira do Diário Oficial da União

Angélica Silveira

publicidade

O Hospital Universitário Dr. Miguel Riet Corrêa Jr. da Universidade Federal do Rio Grande (Furg), vinculado à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), teve 20 leitos habilitados para tratamento de Covid-19. São 10 de UTI adulto e outros 10 de enfermaria, com suporte ventilatório pulmonar, para tratamento exclusivo de usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). Toda a estrutura foi habilitada em caráter excepcional e temporário e já está em funcionamento na Enfermaria Covid-19.

A habilitação foi divulgada na edição desta quinta-feira do Diário Oficial da União. Com isto, o hospital passa a receber recursos orçamentários específicos e ter seus leitos regulados pela Secretaria Estadual de Saúde. Assim, Rio Grande que antes tinha 20 leitos Covid-19 de UTI adulto, passa a ter 30. Além dos 20 novos leitos, no HU continuará o atendimento para pacientes Covid-19 em leitos não habilitados no Serviço de Pronto Atendimento Covid-19. São seis leitos de enfermaria, dois de isolamento com suporte intensivo, totalizando oito leitos com capacidade de operar ventiladores mecânicos, na UTI pediátrica são quatro leitos, um leito na UTI Neonatal, seis na UTI geral, dois na maternidade e ainda há leitos de isolamento, para atendimento de pacientes Covid-19 nas demais unidades assistenciais.

Atualmente o hospital tem em média 15 pacientes com Covid-19 internados e intubados por um longo período. A UTI adulto voltará a receber pacientes que necessitam de cuidados intensivos com outras doenças quando baixar as internações por Covid-19. Desde o início da pandemia foram contratados de forma emergencial 166 profissionais temporários e atendidas 1116 pessoas suspeitas ou confirmadas com o vírus. No mesmo período, o Laboratório de Apoio Diagnóstico em Infectologia (Ladi) processou cerca de 13 mil testes RT-PCR para 21 cidades pertencentes a 3ª Coordenadoria Regional de Saúde do Estado.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895