Mais cinco municípios decretam situação de emergência devido à estiagem

Mais cinco municípios decretam situação de emergência devido à estiagem

São Lourenço do Sul e Cerrito estão entre as 15 cidades que assinaram o decreto

Angélica Silveira

publicidade

A estiagem em parte do Estado deixa mais cinco municípios em situação de emergência. Na sexta-feira, o prefeito de São Lourenço do Sul, Rudinei Harter, assinou o decreto em razão dos prejuízos. Conforme o coordenador da Defesa Civil municipal, Valdoir Ribeiro, os índices de chuva desde dezembro estão muito abaixo da média. Ele diz que ainda será feito o levantamento, mas já são registrados vários prejuízos na agricultura. Além disso, o gado está sem pasto, e o nível de rios, lagos, sangas e córregos está baixo, impossibilitando a captação para culturas e abastecimento.

O prefeito de Cerrito, Douglas Silveira, também assinou o decreto de situação de emergência. Moradores estão solicitando auxílio na abertura de bebedouros para os animais. “Estamos entregando água em um caminhão-pipa para cerca de 100 famílias”, relata. Segundo ele, as perdas chegam a R$ 6,2 milhões.

Na  semana passada, também decretaram emergência as prefeituras de Chuvisca, Camaquã e Turuçu. Já haviam emitido o decreto os municípios de Hulha Negra, Bagé, São Jerônimo, Floriano Peixoto, Amaral Ferrador, Morro Redondo, Pedras Altas, Canguçu, Arroio do Padre e Cristal. Segundo a Prefeitura de Hulha Negra, serão distribuídos aos atingidos 200 kits de higiene e 200 cestas básicas, entregues pelo Estado. A Defesa Civil estadual informa que, preventivamente, já disponibilizou 20 reservatórios móveis de água para a distribuição nas comunidades mais atingidas. 

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895