Ministério da Saúde inaugura aparelho de cintilografia no Hospital Vida e Saúde, em Santa Rosa

Ministério da Saúde inaugura aparelho de cintilografia no Hospital Vida e Saúde, em Santa Rosa

Marcelo Queiroga também visitou as instalações do novo centro cirúrgico da instituição

Correio do Povo

publicidade

Durante visita ao município de Santa Rosa, interior do Rio Grande do Sul, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, inaugurou as instalações do setor de cintilografia do Hospital Vida e Saúde, neste sábado. O equipamento foi adquirido pelo Ministério da Saúde por meio do Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica (Pronon) e teve o custo de R$ 699,8 mil. Ele vai reforçar a realização de exames para diagnósticos e tratamentos de alta complexidade, como oncológicos, cardiovasculares, renais, pulmonares e neurológicos.

"Com recursos do Pronon, nós já colocamos equipamentos aqui que já estão em funcionamento e hoje vamos inaugurar mais um. Um equipamento de cintilografia, útil no diagnóstico por imagem. Mas muito mais importante do que equipamentos sofisticados, do que obras de pedra e cal, são vocês que fazem essa grande instituição. São vocês a garantia de resultado. São vocês a garantia de que construiremos uma saúde pública a altura do que o povo do Brasil quer. Saúde como um direito fundamental", afirmou o ministro durante a inauguração.

Mais de 240 mil pessoas serão beneficiadas pelo novo serviço que será oferecido de forma integral e gratuita pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A cintilografia é um dos exames de imagem mais modernos e precisos. Esta é a área da medicina nuclear utilizada para analisar, com precisão, a função dos órgãos e tecidos. É a primeira vez que a população de Santa Rosa tem acesso a esse tipo de exame e tecnologia. Antes, quando necessário, os pacientes precisavam se deslocar para os municípios mais próximos que ofereciam essa técnica. “Em nome do Ministério da Saúde eu agradeço a vocês por se dedicarem de maneira tão altruísta ao SUS”, concluiu o ministro Queiroga.

Durante a agenda, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, também visitou as instalações do novo centro cirúrgico do hospital. A nova ala conta com oito salas de cirurgia em uma área de 2.400 metros quadrados, 21 leitos e equipamentos cirúrgicos de última geração. No campo da cardiologia, será possível suprir toda a demanda da população.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895