Municípios do Oeste de Santa Catarina terão vacinação em massa

Municípios do Oeste de Santa Catarina terão vacinação em massa

São dez cidades que estão localizadas na área de fronteira com a Argentina

Agostinho Piovesan

Itapiranga recebe 6.151 doses extras

publicidade

A secretaria de Saúde de Santa Catarina está enviando, nesta quarta-feira, doses extras de vacina contra o Covid-19 para os municípios da região Oeste do Estado, que fazem fronteira com a Argentina.

O município de Itapiranga está recebendo 6.151 doses que serão aplicadas, a partir do próximo domingo, em moradores com idade a partir de 18 anos. Segundo a secretária municipal de Saúde, Clair Heck Heinen, a estratégia foi aprovada na reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), com o objetivo de proteger a saúde da população que vive nos municípios que fazem divisa com a Argentina, por conta do alto fluxo de circulação de pessoas pela fronteira e, por esse motivo, há uma possibilidade de disseminação de novas variantes do coronavírus.

Clair disse que as doses são suficientes para imunizar todos os munícipes acima de 18 anos, que ainda não receberam a vacina. “Estamos definindo como será a logística da ação de imunização em massa e que vai garantir um avanço significativo na imunização dos 17 mil moradores do nosso município”, observa. Até agora, Itapiranga aplicou a primeira dose em nove mil moradores e a segunda dose em 2,9 mil pessoas.

Além de Itapiranga, está recebendo doses extras os municípios de Bandeirante (764 doses), Belmonte (878), Dionísio Cerqueira (4.960), Guaraciaba (3.144), Paraíso (932), Princesa (1.043), Santa Helena (677), São José do Cedro (4.529) e Tunápolis (1.381 doses).

A ação relacionada à vacinação de barreira é uma recomendação do Ministério da Saúde e ocorre em todos os estados que fazem fronteira com Uruguai, Paraguai, Argentina, Bolívia, Peru, Colômbia e Venezuela. As autoridades da área da saúde afirmam que os municípios que fazem divisa com outros países possuem alto fluxo de circulação de pessoas pela fronteira e, por esse motivo, há uma possibilidade de disseminação de novas variantes do coronavírus. Na Argentina, até o momento, já foram confirmados 92 casos da variante Lambda e um caso da variante Delta.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895