Museu de Arte, Ciência e Tecnologia UFSM será inaugurado nesta sexta-feira

Museu de Arte, Ciência e Tecnologia UFSM será inaugurado nesta sexta-feira

Local, idealizado em 2010, receberá um novo espaço para exposições localizado junto ao Planetário UFSM

Correio do Povo

publicidade

A Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) realiza, nesta sexta-feira, às 15h30min, a inauguração do novo Museu de Arte, Ciência e Tecnologia UFSM (MACT), localizado no Mezanino do Planetário UFSM. Seguindo os protocolos de biossegurança, o evento será restrito às autoridades. O Museu foi idealizado em 2010 pelas pesquisadoras Nara Cristina Santos e Maria Rosa Chitolina.

Em 2011, com apoio de professores de cinco Programas de Pós-Graduação (Artes Visuais, Ciências Sociais, Educação em Ciências, Informática e Patrimônio Cultural), de arquitetos e de alunos, foi desenvolvido o projeto. Sem espaço próprio, a partir de 2013, foram propostas “ações museais”, como a atividade Arte-Ciência-Tecnologia: Sustentabilidade, que integrou a Mostra PROFITECS. Em 2015 é criado o projeto Museu Interativo: Arte – Ciência e Tecnologia/Ação Neuroarte e, em 2016, o projeto NeuroArTE: Museu Itinerante de Neurociência, Arte e Tecnologia, que promove ações no Centro de Artes e Letras, no Centro de Educação Física e Desportos e na Universidade Federal do Rio Grande (FURG).

Desde 2017, o projeto Museu Arte-Ciência-Tecnologia: Ações Expositivas e Estratégias Museais consolida a marca MACT, através das ações Neuro Bioarte (2017); (Bio)Arte e Sustentabilidade (2018); Luz (Arte) e Sustentabilidade (2019); e Água e Sustentabilidade (2020). Atualmente, as atividades seguem com o Museu Arte-Ciência-Tecnologia: Transdisciplinaridade como Estratégia Curatorial, Expográfica e de Arquivo, consolidando o espaço físico junto ao mezanino do Planetário UFSM.

Para a inauguração do novo espaço, o MACT recebe o Festival Arte, Ciência e Tecnologia – FACTORS 8.0, da UFSM, que integra a BIENALSUR/Argentina. A exposição, de 23 a 27 de agosto de 2021, aborda a Propagação Digital do In loco ao online. Para isso, contará com mostra no Planetário (não aberta para visitação) e online nas redes sociais Facebook, Instagram e YouTube.

Veja Também


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895