Projeto para restauração de ponte na ERS 020 obtém licença ambiental
capa

Projeto para restauração de ponte na ERS 020 obtém licença ambiental

Após forte chuva, estrutura foi danificada em agosto de 2013 e tem limitações de tráfego

Por
Stephany Sander

A ponte sobre o Rio dos Sinos tem restrições de tráfego, com passagem em mão única

publicidade

Aguardada desde 2013, o projeto para a obra de restauração da ponte da ERS 020, sobre o Rio dos Sinos, no município de Taquara, obteve licença ambiental. Agora, o Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) poderá dar início à licitação para o serviço. A licença emitida pela Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam) estabelece que o canteiro de obras e apoio operacional deve ser implantado somente na faixa de domínio do trecho na ERS 020. A licença ainda determina que a instalação do tanque de combustível para as máquinas obedeça normas técnicas.

O Daer deverá controlar e minimizar os impactos gerados pela obra sobre o solo, recursos hídricos e biodiversidade do local, além de monitorar as possíveis perturbações e desequilíbrios na fauna. A licença não autoriza a retirada de vegetação no trecho. A recuperação da ponte, situada no km 44 da ERS 020, consiste no reforço da estrutura e no aumento da capacidade de tráfego da travessia. O projeto prevê a execução de vigas e estacas de fundação adicionais, para dar mais estabilidade à construção. Após a reforma, a ponte terá o limite de peso ampliado para 45 toneladas.

Os recursos para a obra, orçada em R$ 1,27 milhão, são oriundos da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico do Estado e o prazo de conclusão é de seis meses, a partir da emissão da ordem de início de serviço. Danificada em agosto de 2013, após fortes chuvas, a ponte sobre o Sinos tem limitações de tráfego, comportando caminhões com até 24 toneladas de peso, além de passagem em mão única, revezado por semáforos nas cabeceiras da estrutura.