Projeto urbanístico beneficia moradores de loteamentos de São Leopoldo

Projeto urbanístico beneficia moradores de loteamentos de São Leopoldo

O projeto tem parceria da prefeitura com o Instituto de Arquitetos do Brasil e a Unisinos

Por
Stephany Sander

O projeto foi apresentado nesta semana


publicidade

A partir de parceria entre a Prefeitura de São Leopoldo, Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB) e curso de Arquitetura e Urbanismo da Unisinos, foi desenvolvido o projeto urbanístico do Loteamento Cerâmica Anita. Os detalhes do empreendimento foram apresentados nesta semana ao prefeito Ary Vanazzi, que sancionou o decreto que define o regime jurídico do loteamento junto com a Lei 8.931/18, que destina uma área para regularização fundiária do Loteamento Tancredo Neves. Segundo a Secretaria Municipal de Habitação, o Cerâmica Anita compreende 68 lotes, enquanto que o Tancredo Neves conta com 45.

“Desenvolvemos esta parceria como alternativa para auxiliar a população mais pobre. As parcerias possibilitam planejar um futuro melhor e mais digno, ainda que sem recursos financeiros”, disse Vanazzi. O projeto dos loteamentos Cerâmica Anita e Tancredo Neves fazem parte do Programa Inclusão Urbana de São Leopoldo, que propõe soluções urbanísticas, em conformidade com a legislação, para famílias que hoje ocupam áreas públicas. No trabalho conjunto, o IAB desenvolve o projeto das unidades habitacionais e a Unisinos fica responsável pela área de uso coletivo e pelo projeto de paisagismo urbano.

O atendimento incluiu reuniões semanais e oficinas de noção de obras, visando melhor qualidade de vida aos moradores, a partir da implantação gradativa de infraestrutura, como, por exemplo, iluminação pública, rede de energia elétrica e abastecimento de água. “Os profissionais trabalharam diretamente com os moradores, abordando questões técnicas como posição solar, ventilação, custo de materiais e seu melhor aproveitamento”, segundo explica a diretora de Projetos Habitacionais, Ângela Müller, destacando que as próprias famílias arcam com os custos das casas.