Vale do Rio Pardo registra baixo índice de vacinação contra a poliomielite

Vale do Rio Pardo registra baixo índice de vacinação contra a poliomielite

Pouco mais de 41% das 14.971 crianças da região tomaram a vacina, a meta é de 95%

Otto Tesche

publicidade

A baixa procura pela vacina contra a poliomielite causa preocupação nos setores de saúde do Vale do Rio Pardo. Mesmo com o Dia D de imunização no último sábado, o número de doses aplicadas até agora é de apenas 6.244, o que representa 41,71% das 14.971 crianças que precisam ser imunizadas na região. Entre os 13 municípios da área de abrangência da 13ª Coordenadoria Regional de Saúde (13ª CRS), somente Herveiras, Mato Leitão e Vera Cruz superaram, até o momento, o índice de 50% de cobertura vacinal.

Uma das responsáveis pelo setor de imunizações da 13ª CRS, Jaqueline Thier Müller, disse que a mobilização no último sábado melhorou os números, mas a quantidade de crianças vacinadas ainda está muito abaixo do esperado. “O que mais nos preocupa é que apenas três municípios atingiram a meta de 50% de cobertura vacinal e temos somente mais duas semanas de campanha. Não conseguimos atingir nem mesmo a metade da meta da 13ª CRS, que é de 95%”, afirmou.

Maior município da região, Santa Cruz do Sul também apresenta índice de vacinação abaixo do esperado. A meta de imunização é de 5.531 crianças, mas apenas 2.494 receberam a dose, com cobertura vacinal de 45,09%. A menor adesão até agora está em Candelária, onde somente 26,5% das 1.104 crianças que fazem parte da meta receberam a dose. Jaqueline Thier Müller afirmou que a queda na cobertura está sendo avaliada como reflexo da pandemia. “Muitas pessoas estão com medo de levar seus filhos para se vacinar, devido ao risco de contrair o coronavírus. No entanto, os municípios estão montando estratégias em suas unidades de saúde para receber essas crianças da melhor forma e sem aglomeração”, explicou.

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite teve início em 28 de setembro voltada a crianças entre 12 meses e menores de 5 anos. As doses estarão disponíveis somente até o dia 30 e a vacinação é a única forma eficaz de prevenir a doença. Nesse período, também ocorre a Campanha Nacional de Multivacinação, cujo público-alvo são as crianças e adolescentes menores de 15 anos. O objetivo é analisar se o esquema de vacinação desse grupo está completo. Se alguma estiver em falta, ela será aplicada.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895