Vereadores de Cachoeirinha aprovam instalação de comissão para cassar o prefeito Miki Breier

Vereadores de Cachoeirinha aprovam instalação de comissão para cassar o prefeito Miki Breier

Medida recebeu 12 votos favoráveis na Câmara

Fernanda Bassôa

Vereadores de Cachoeirinha aprovam instalação de comissão para cassar o prefeito Miki Breier

publicidade

Com 12 votos favoráveis e um contrário, os vereadores do município de Cachoeirinha aprovaram a instalação de uma Comissão Processante (CP), que vai analisar o pedido de impeachment do prefeito Miki Breier, afastado de suas funções por determinação judicial pelo período de seis meses (180 dias). A abertura de investigação foi aprovada em sessão ordinária realizada nessa terça-feira. 

O prefeito eleito foi afastado da Administração Municipal após operação deflagrada pelo Ministério Público em 30 de setembro. Entre os fatos, ele é investigado pelos crimes de desvio de verbas públicas, pagamento de valores indevidos, dispensa indevida e fraude de licitação.    

Dos 17 vereadores, quatro foram impedidos de votar. Entre eles, os vereadores Marco Barbosa (pelo grau de parentesco com Miki), Mano do Parque (autor da denúncia), Jussara Caçapava (por ser presidente só votaria em caso de empate) e o vereador Gilson Stuart (ausente). Conforme consta no regimento interno da Casa Legislativa, na sessão de terça-feira foram sorteados os parlamentares que integrarão a Comissão Processante. 

O vereador David Almansa ficou como presidente, seguido da relatora Priscila e o vereador Paulinho da Farmácia foi selecionado como membro da CP, que tem até 90 dias para elaborar um relatório (pedindo ou não a cassação). Em até 5 dias, a Comissão Processante deve realizar sua primeira reunião.  

O outro lado 

O advogado de defesa do prefeito Miki Breier, André Lima, informou que eles aguardarão a citação para ter acesso ao teor da denúncia. “Após apresentaremos manifestação na forma da lei.” 

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895