Barroso critica atos pró intervenção militar: “Assustador”

Barroso critica atos pró intervenção militar: “Assustador”

Ministro do STF afirma que clamores contra as instituições democráticas são feitas por quem “sonha com passado que nunca houve”

Correio do Povo

Ministro Barroso criticou pedidos de intervenção militar

publicidade

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Luís Roberto Barroso, criticou os atos pró intervenção militar que ocorreram em diversas partes do país neste domingo. Um deles, em Brasília, contou com a participação do presidente Jair Bolsonaro, que mais uma vez ignorou os protocolos de recomendação da Organização Mundial da Saúde em meio à pandemia de Covid-19.

E manifestação no seu Twitter, Barroso classificou como “assustadores” os pedidos pela volta do regime militar após 30 anos de reabertura democrática no país. “Só pode desejar intervenção militar quem perdeu a fé no futuro e sonha com um passado que nunca houve. Ditaduras vêm com violência contra os adversários, censura e intolerância”, escreveu.

Mais cedo, Barroso já havia se posicionado sobre a necessidade de combater notícias falsas, citando a desinformação na América Latina em meio à pandemia de Covid-19. Por fim, Barroso destacou que “defender a Constituição e a as instituições democráticas” faz parte de seu papel e dever.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895