Gabriel Souza será o vice de Eduardo Leite

Gabriel Souza será o vice de Eduardo Leite

Parlamentar diz que tem consciência tranquila sobre processo que dividiu MDB gaúcho

Flavia Bemfica

O deputado estadual Gabriel Souza (MDB)

publicidade

O presidente estadual do MDB, Fábio Branco, confirmou, ao final da convenção do partido neste domingo, que a vaga de vice na chapa encabeçada por Eduardo Leite (PSDB) será ocupada pelo deputado estadual Gabriel Souza (MDB). A aprovação do nome será feita em reunião da executiva, nesta semana.

A garantia foi dada durante coletiva de imprensa concedida pelo dirigente e por Gabriel após a convenção na qual o partido aprovou a coligação com o PSDB, derrotando, por 27 votos, a tese da candidatura própria. Entre os 473 delegados que votaram, 239 escolheram a aliança ao PSDB com a indicação do vice na chapa tucana, 212 optaram pela candidatura própria, 18 votaram nulo e quatro entregaram cédulas em branco.

Questionado sobre se lamentava o resultado, e sobre como respondia às críticas de que, mesmo se apresentando como pré-candidato, teria trabalhado para ser vice do tucano, Gabriel respondeu que tem a consciência tranquila. "A convenção escolheu e eu respeito o que foi decidido."

Sobre se acredita que é possível consertar o racha do partido, o deputado afirmou considerar que os que votaram pela candidatura própria não necessariamente vão se opor à coligação daqui para a frente. Internamente, contudo, tanto lideranças que apoiam a aliança como aquelas que defendiam que a legenda tivesse seu próprio candidato ao Piratini avaliam que o MDB, na corrida, vai se dividir em quatro partes. Uma vai trabalhar pela chapa Leite/Gabriel, uma vai cruzar os braços, uma vai fazer campanha para o candidato do PL, Onyx Lorenzoni, e, uma quarta, para o candidato do PP, Luis Carlos Heinze.

Após a coletiva, os dois emedebistas receberam Leite, que fez uma breve manifestação comemorando a decisão pela aliança. Quando o ex-governador chegou nenhum integrante da bancada federal do MDB estava presente. Pela bancada estadual, continuavam na Assembleia os deputados Juvir Costella e Gilberto Capoani.

Veja Também



Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895