Sete vereadores de Porto Alegre são eleitos; Veja como fica a composição da Câmara

Sete vereadores de Porto Alegre são eleitos; Veja como fica a composição da Câmara

Seis nomes vão ocupar cargos na Assembleia e, um na bancada federal

Felipe Uhr

Forças Armadas vão atuar nas eleições de novembro

publicidade

Não foi somente a Assembleia Legislativa e a Câmara dos Deputados que terão parlamentares novos em suas composições no próximo ano. Em Porto Alegre, sete vereadores se elegeram, seis para a Assembleia Legislativa e um para a Câmara dos Deputados. Foram eleitos como deputados estaduais os vereadores Matheus Gomes (PSol), Bruna Rodrigues (PCdoB), Laura Sito (PT), Leonel Radde (PT), Kaká D'Ávila (PSDB) e Felipe Camozzatto (Novo). Daiana dos Santos (PCdoB) foi a única parlamentar de Porto Alegre que se elegeu para a Câmara Federal. 

Com isso, sete novos vereadores vão assumir uma cadeira de vereador de Porto Alegre em 2023. Os primeiros suplentes na eleição de 2020 serão chamados para assumirem a vaga aberta, após a posse, em janeiro do próximo ano, mas se algum deles trocou de partido, a sigla em questão pode reaver a vaga na Justiça. 

“Em tese a vaga é sempre do partido que elegeu o primeiro titular”, explica o secretário judiciário do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul, Rogério de Vargas. Mesmo assim, quem é chamado é o suplente que normalmente está na sigla que elegeu o titular. “Se por acaso ele mudar de partido, o antigo pode reivindicar a vaga”, pontuou. Neste caso, apenas Marcelo Sgarbossa que trocou de partido, do PT para o PV, pode buscar conquistar a vaga.

Confira abaixo quem são os primeiros suplentes conforme as eleições de 2020:

PT: Reginete Bispo e Marcelo Sgarbossa
PSol: Prof. Alex Fraga
PCdoB: Giovani Culau Oliveira e Abigail Pereira
Novo: Tiago José Albrecht
PSDB: Marcelo Rodrigo Bernardi


Assinante
Exclusivo para assinantes
Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895