Fux manda sortear novo relator para inquérito sobre Bolsonaro

Fux manda sortear novo relator para inquérito sobre Bolsonaro

Caso estava a cargo do ex-ministro Celso de Mello, que se aposentou neste mês. Novo relator pode ser sorteado ainda nesta terça

R7

Fux determinou que seja sorteado um novo relator para o inquérito

publicidade

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, determinou nesta terça-feira que seja sorteado um novo relator para o inquérito que investiga suposta interferência do presidente Jair Bolsonaro na Polícia Federal. A escolha é feita por meio do sistema de sorteio eletrônico do STF. A substituição se dá por conta da aposentadoria do ex-ministro Celso de Mello, ocorrida neste mês.

A decisão de escolher de forma rápida um novo relator atende a um pedido da defesa do ex-ministro Sergio Moro, que é outra da partes considerada investigada no inquérito. A apuração começou a partir das denúncias do próprio Moro ao se demitir do Ministério da Justiça.

"A pedido dos advogados do ex-ministro Sérgio Moro, e em função da celeridade inerente a um inquérito, o presidente da Corte, ministro Luiz Fux, determinou a redistribuição do inquérito 4831 que estava sob a relatoria do ministro Celso de Mello. A redistribuição deve ocorrer ainda hoje pelo sistema eletrônico do STF", diz o comunicado divulgado pelo STF à imprensa.

Caso isso aconteça, a designação ocorrerá um dia antes da sabatina do desembargador Kassio Nunes Marques no Senado, marcada para esta quarta-feira. Ele é o indicado pelo presidente Bolsonaro para a vaga de Celso de Mello e poderá herdar as relatorias conduzidas pelo ex-ministro. 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895