Expointer é cancelada por causa da pandemia de coronavírus

Expointer é cancelada por causa da pandemia de coronavírus

Decisão foi tomada após reunião da tarde desta quinta

Por
Correio do Povo e Rádio Guaíba

Expointer foi cancelada em 2020


publicidade

Com informações de Lucas Rivas

A edição de 2020 da Expointer foi cancelada em função da propagação do coronavírus. A decisão foi tomada após reunião entre as lideranças do agronegócio na tarde desta quinta-feira e confirmada pelo secretário da Agricultura, Covatti Filho. 

No dia 18 de junho, a feira já havia sido remarcada para 26 de setembro. No entanto, a indefinição em relação ao avanço da Covid-19 no Estado levou o Executivo a cancelar o evento. 

Os anúncios de mudança de data da Expointer 2020 e de que a feira seria menor já tinham provocado posicionamentos divergentes entre as entidades do setor agropecuário. Já o setor das indústrias pedia novas informações para participar da feira. Nessa quarta-feira, a Angus já tinha emitido comunicado se opondo  à realização da Expointer.

Além de Covatti Filho estiveram no encontro representantes da Federação da Agricultura do Estado (Farsul), da Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetag-RS), a Organização das Cooperativas,o  Sindicato das Indústrias de Máquinas (Simers), além da Federação Brasileira das Associações de Criadores de Animais de Raça (Febrac) e da Prefeitura de Esteio.

Em nota, o Governo do Estado informou que o cancelameno doevento ocorreu em comum acordo com as entidades corpromotoras da Expointer.

Confira a nota na íntegra

"As entidades copromotoras da Expointer 2020 – Farsul, Ocergs, Simers, Fetag, Febrac e o município de Esteio –, em conjunto com a Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), vêm a público comunicar que, de comum acordo, decidiu-se pelo cancelamento do histórico evento aberto ao público no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio-RS, em função da pandemia causada pela Covid-19.

Ao mesmo tempo, registra-se que provas técnicas de associações de produtores e atividades de julgamento de animais serão prioritariamente consideradas, observados os protocolos de saúde pública e sem a participação de público visitante.


Por fim, salienta-se que a decisão se fundamenta em critérios de adequação às normas sanitárias, ao tempo em que se reafirma a importância do evento agropecuário para a sociedade gaúcha."