capa

Em grande fase, Alisson chega a 810 minutos sem sofrer gols

Goleiro foi destaque da classificação da Seleção diante da Argentina

Por
Correio do Povo

Alisson fez grande defesa em falta cobrada por Messi

publicidade

Campeão europeu pelo Liverpool e titular incontestável na Seleção. Estas são as situações que resumem a grande fase de Alisson. A conquista da taça da Liga dos Campeões e a passagem para a final da Copa América não são as únicas conquistas recentes do goleiro brasileiro. Ao não sofrer gol diante da Argentina nessa terça-feira, o arqueiro chegou aos 810 minutos - ou nove jogos - sem sofrer gols. 

O desempenho impecável de Alisson começou a tomar forma ainda em maio, com uma façanha, gravada na mente dos torcedores do Liverpool, quando a equipe inglesa superou o Barcelona com uma goleada de 4 a 0 na partida decisiva da semifinal da Liga dos Campeões. Além da grande atuação dos atacantes do time de Jurgen Klopp, o jogo também foi marcado pelas grandes defesas de Alisson, que garantiu o placar que deu a classificação para a final do torneio europeu. 

Dias depois, enquanto festejava a qualificação para a decisão da Liga dos Campeões, o Liverpool encarou o Wolverhampton Wanderers com chances de conquistar a Premier League. A vitória veio por 2 a 0, Alisson não sofreu gols, mas os Reds ficaram sem a taça, já que o Manchester City ganhou seu compromisso na mesma rodada e faturou o título do Campeonato Inglês. 

Depois disso, já no mês de junho, Alisson seguiu com a sua trajetória de não sofrer tentos. O Liverpool decidiu com o Tottenham a Liga dos Campeões e a vitória de 2 a 0 deu ao goleiro a chance de levantar, pela primeira vez na carreira, o caneco do campeonato mais desejado da Europa. Convocado para defender a Seleção Brasileira, Alisson ainda participou de um dos dois amistosos de preparação para a Copa América. Desfalque contra o Catar, Alisson fardou contra a Honduras e conseguiu se manter invicto. 

Desempenho impecável na Copa América e reencontro com Messi 

A ótima fase do arqueiro brasileiro foi testada na primeira fase da Copa América, mas Alisson e a Seleção Brasileira passaram incólume pela primeira fase, com a vitória de 3 a 0 sobre a Bolívia, o empate em 0 a 0 com a Venezuela e a goleada humilhante de 5 a 0 diante do Peru.     

O goleiro ainda correu risco de sair da Copa América sem sofrer gols quando a Seleção decidiu nos pênaltis a vaga nas semifinais contra o Paraguai. Alisson brilhou e nas penalidades defendeu uma cobrança, intervenção suficiente para colaborar para a classificação. 

O último e mais importante teste veio nessa terça, diante da Argentina. Além de encarar um adversário tradicional, Alisson reencontraria Lionel Messi, o mesmo que comandou a vitória do Barcelona no jogo de ida das semifinais da Liga dos Campeões.

E o duelo entre ambos aconteceu e quase terminou com gol do argentino aos 13 minutos do segundo tempo, quando o atacante colocou uma bola na trave. Depois, em outro momento da etapa final, Messi tentou liquidar com a ótima performance de Alisson em uma cobrança de falta. O camisa 10 executou a cobrança e o goleiro da Seleção conseguiu agarrar a bola no ângulo. Agora, resta a final, no domingo, no Maracanã, às 17h, para coroar uma temporada brilhante do camisa 1 brasileiro.