Prefeito de Canela é absolvido em primeira instância
capa

Prefeito de Canela é absolvido em primeira instância

Constantino Orsolin foi acusado de má administração de verbas

Por
Halder Ramos

Orsolin comemorou a absolvição nas redes sociais, na última sexta-feira.

publicidade

O prefeito de Canela, Constantino Orsolin (MDB), foi absolvido em primeira instância no processo criminal que o acusava de má administração de verbas para a reconstrução da cidade, após o tornado de julho de 2010. Além do prefeito, foram absolvidos o ex-secretário de Obras, Alcyr Stacke, os procuradores Everson Rossi e Luiz Fernando Tomazelli e o diretor da empresa Monterry, Paulo Campello Echeverri.

O processo tramita na Justiça Federal, em Caxias do Sul. O Ministério Público Federal (MPF) acusava os réus de fraude nos contratos públicos para reparação dos estragos do tornado. O Ministério da Integração Nacional repassou R$ 7 milhões para as obras emergenciais. O MPF, no entanto, aponta que parte dos recursos foi repassada para a empresa Monterry Montagem de Stands Ltda, sem que fossem realizados os serviços.

Em seu despacho, o juiz da 5ª Vara Federal de Caxias do Sul, Rafael Farinatti Aymone, observa que não ficou demonstrado o dolo específico de causar dano ao erário, o que afasta a tipicidade do crime. O MPF pode recorrer da decisão.

Em vídeo nas redes sociais, Orsolin comemorou a absolvição na última sexta-feira. “Estou muito emocionado. Recebi a grande notícia de que eu e todo o grupo que trabalhava comigo fomos absolvidos no processo-crime do tornado. Só Deus sabe o quanto eu sofri ao longo desses anos. Eu dormia pensando nisso, acordava pensando nisso e passava o dia pensando nisso. Foram momentos de muita dor e muito sofrimento. Deus me estendeu a mão e me segurou de pé. Justiça foi feita. A luta continua”, celebrou.