Projeto de Lei que reconhece "Nação Pampa" é aprovado por unanimidade em Uruguaiana
capa

Projeto de Lei que reconhece "Nação Pampa" é aprovado por unanimidade em Uruguaiana

Idealizador da proposta relata que matéria era estudada há pelo menos dois anos

Por
Fred Marcovici

Ricardo Pereira Duarte é o idealizador da proposta

publicidade

A Câmara de Uruguaiana aprovou Projeto de Lei que reconhece o valor histórico e cultural da identidade da “Nação Pampa”. A matéria de Carlos Delgado, aprovada por unanimidade, foi destaque na reunião que contou com a presença da comunidade engajada no tema e a manifestação em tribuna do idealizador da proposta, escritor, pesquisador e pecuarista Ricardo Pereira Duarte.

Segundo Duarte, a pelo menos dois anos a Fundación Yayetopa, da Argentina, estuda e trabalha pela união da real existência de uma Nação constituída pelo grupo humano identificado como gaúcho, habitante de três pátrias e inscrita na extensão do bioma pampa. Ela compreende o território da metade Sul do Rio Grande do Sul, Estado Oriental do Uruguai e das províncias argentinas de Corrientes, Entre Ríos, Santa Fé, Buenos Aires, La Pampa e San Luis.

“A legislação aprovada pela Câmara não estanca agora”, disse. “Tem desenrolar expressivo, porque servirá de alavanca da cultura”, salientou Duarte. O escritor, Marcelo Ribeiro, analisa que a “Identidade da Nação Pampa”, conjunto de particularidades de sua natureza, história e vocação de paisagem, com seu tipo humano, com suas etnias e éticas singulares, é mantenedor de uma cultura de ofícios, de sabedoria e conhecimento que formam um patrimônio imaterial.