Agência europeia aprova vacina da Pfizer contra Covid-19 para crianças de 5 a 11 anos

Agência europeia aprova vacina da Pfizer contra Covid-19 para crianças de 5 a 11 anos

Decisão ajudará a acelerar a luta contra o vírus no momento em que a pandemia avança na Europa

AFP

Vacina da Pfizer foi autorizada para crianças na Europa

publicidade

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA) aprovou nesta quinta-feira (25) a vacina da Pfizer contra a Covid-19 para crianças com idades entre 5 e 11 anos. A decisão ajudará a acelerar a luta contra o vírus no momento em que a pandemia avança na Europa. A EMA anunciou que um painel de especialistas "recomendou ampliar a indicação da vacina Comirnaty para incluir as crianças".

A vacina de RNA mensageiro já havia sido autorizada em adolescentes a partir de 12 anos nos 27 países da União Europeia (UE). As crianças desta faixa etária receberão um terço da dose aplicada nas pessoas mais velhas, em duas doses com três semanas de intervalo, explicou a agência europeia.

A vacina demonstrou eficácia de 90,7% em um teste com 2.000 crianças de 5 a 11 anos. Os efeitos colaterais foram classificados como "leves a moderados". Podem durar alguns dias e se apresentam como dor localizada na área da inoculação, fadiga, dor de cabeça e/ou musculares ou resfriado.

Desta maneira, a EMA "concluiu que os benefícios da Comirnaty em crianças de 5 a 11 anos superam os riscos, particularmente entre aqueles com comorbidades que podem aumentar o risco de contrair uma forma grave de covid-19", de acordo com o comunicado.

A EMA autorizou quatro vacinas contra a Covid-19 para a população em geral: as da Pfizer e Moderna, de RNA mensageiro, e as da AstraZeneca e Johnson & Johnson, que utilizam a técnica de "vetor viral não replicante", baseada em adenovírus.

Canadá

Nessa quarta, o Canadá também começou a imunizar menores dessa faixa etária, seguindo a linha de Estados Unidos e Israel de reduzir a idade de acesso às vacinas para combater a pandemia. No palácio do Congresso, no centro de Montreal, dezenas de crianças de Quebec foram as primeiras a receber a vacina Pfizer.  

Para receber as crianças, estão previstas algumas pequenas adaptações nos locais de vacinação: decalques em forma de unicórnio, espaços maiores do que para os adultos, e um cachorro acostumado a receber carícias, que circula para acalmar os pequenos. "Realmente eu não senti medo, mas estava preocupado", contou à AFP o jovem Víctor, de 10 anos, que levava em suas mãos uma frase colorida: "Bravo, você recebeu sua vacina".   

A marcação de atendimentos para a vacinação de crianças em Quebec disparou desde que o governo aprovou a imunização pediátrica. "Um indicador de que a resposta da população é genuinamente excelente", comentou Jean-Nicolas Aubé, porta-voz das autoridades de saúde em Montreal.  

O primeiro-ministro do Quebec, François Legault, comemorou no Twitter após constatar durante a manhã desta quarta-feira que foram realizados "115.300 atendimentos" em poucas horas. "Juntos podemos fazer a diferença!", exclamou.  

Já na vizinha Ontário, muitas crianças foram inoculadas em Toronto, apesar de a campanha de vacinação só começar oficialmente nesta província, a mais populosa do Canadá, na quinta-feira. O Canadá é um dos países com maiores índices de imunização contra a Covid-19 do mundo, com mais de 85% dos maiores de 12 anos inoculados com ao menos duas doses.  

Brasil 

No Brasil, a Pfizer solicitou no dia 12 de novembro à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) a autorização para o uso de sua vacina anticovid em crianças entre 5 e 11 anos. O pedido indica que a dosagem do imunizante "será ajustada e menor que a usada em maiores de 12 anos" e será distribuída em frascos diferentes.

O laboratório americano afirmou em nota que "uma análise preliminar" mostrou que "um regime de duas doses de 10 microgramas da vacina se mostrou seguro e capaz de gerar um alto nível de anticorpos" nesta faixa etária. A Anvisa tem um prazo de 30 dias para analisar a requisição da Pfizer.

Veja Também


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895