Motorista acusado de atropelamento coletivo é condenado pela Justiça em Tramandaí

Motorista acusado de atropelamento coletivo é condenado pela Justiça em Tramandaí

A pedido do Ministério Público, ele recebeu pena de 12 anos de reclusão em regime inicial fechado, mas poderá recorrer em liberdade pelo crime ocorrido em março de 2012

Correio do Povo

Caminhonete do réu caiu no rio Tramandaí após o acidente de trânsito

publicidade

O motorista responsável pelo atropelamento coletivo, que deixou três mortos e cinco feridos em 2012 em Tramandaí, no Litoral Norte, foi condenado a 12 anos de reclusão em regime inicial fechado pela Justiça. O réu poderá recorrer em liberdade.

O julgamento ocorreu nessa quinta-feira na 1ª Vara Criminal de Tramandaí. A condenação foi pedida pelo Ministério Público do Rio Grande do Sul. Conforme o promotor de Justiça André Luiz Tarouco Pinto, o réu, de 30 anos, foi considerado culpado por dois homicídios dolosos (pai e filho que estavam na ponte) e por um homicídio culposo (amigo que estava na carona do veículo).

O promotor André Tarouco lembrou que algumas situações importantes permearam o julgamento, como o tempo decorrido entre os crimes e o júri; o autor dos crimes ser, na época, um jovem com 21 anos e agora, um adulto de 30 anos.

“Isso poderia causar nos jurados uma falsa sensação de que a situação já estivesse resolvida, mas não aconteceu. Apesar de ter sido um julgamento muito difícil, cansativo, o resultado saiu dentro do esperado pelo Ministério Público, que foi atendido nos seus pedidos. Vamos avaliar um possível recurso para aumentar a pena aplicada!”, afirmou. “É importante ressaltar o engajamento das vítimas, que estiveram no julgamento mostrando que queriam Justiça”, acrescentou.

Em 17 de março de 2012, o réu conduzia uma caminhonete Chevrolet S10,de cor branca, na ponte Giuseppe Garibaldi, no limite entre Tramandaí e Imbé, quando o veículo colidiu contra um Ford Focus, chocou-se contra uma mureta e atingiu diversas pessoas, entre pescadores e pedestres, antes de despencar no rio Tramandaí. No acidente de trânsito, um homem, de 77 anos, e o filho, de 44 anos, tiveram óbito no local.

O jovem conseguiu sair da caminhonete dentro do rio com ajuda de um barco que passava pelo local. Já o amigo dele, de 22 anos, que estava junto na S10, não foi localizado em um primeiro momento. O corpo dele foi encontrado quase duas semanas depois em uma praia de Jaguaruna, no litoral de Santa Catarina.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895