Partido de Bolsonaro aciona o TSE contra Lula por propaganda eleitoral antecipada

Partido de Bolsonaro aciona o TSE contra Lula por propaganda eleitoral antecipada

PL cita eventos em Teresina (PI), Serra Talhada (PE), Recife (PE), Garanhuns (PE), Fortaleza (CE), Campina Grande (PB) e Brasília (DF)

R7

O presidente Jair Bolsonaro

publicidade

A legenda do presidente Jair Bolsonaro, o Partido Liberal, acionou o Tribunal Superior Eleitoral contra o Partido dos Trabalhadores (PT) por propaganda eleitoral antecipada. As ações foram protocoladas entre a noite da última quinta-feira (4) e a madrugada desta sexta (5).

Os advogados do PL entraram com sete representações e, nas peças, citam as declarações dadas pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em sete municípios de cinco unidades da federação: Teresina (PI), Serra Talhada (PE), Recife (PE), Garanhuns (PE), Fortaleza (CE), Campina Grande (PB) e Brasília (DF).

Na peça, a equipe jurídica do PL argumenta que Lula "realizou verdadeiro discurso de ódio contra seu opositor", o que, na visão da legenda, reforça a gravidade dos atos praticados e o reprovável desrespeito do pré-candidato petista ao cumprimento das normas eleitorais.

De acordo com os advogados, Lula "fez inúmeras promessas de campanha, pediu votos, ainda que de forma dissimulada, e criticou seu mais temido adversário político no pleito que se avizinha, o presidente Jair Bolsonaro".

Diante da acusação, o partido de Bolsonaro pede ao TSE que os vídeos sejam retirados, sob pena de caracterização de crime de desobediência, e que os autos sejam encaminhados à Procuradoria-Geral Eleitoral para as providências cabíveis.

Na corrida ao Palácio do Planalto, Bolsonaro e Lula são os candidatos com melhor intenção de voto nas pesquisas. O primeiro turno está previsto para 2 de outubro, e o eventual segundo turno, caso ocorra, será realizado no dia 30 do mesmo mês.

A reportagem acionou o petista e aguarda retorno. O espaço está aberto para manifestação.

Veja Também



Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895