AGCO demite 48 trabalhadores da planta de Santa Rosa
capa

AGCO demite 48 trabalhadores da planta de Santa Rosa

Foram desligados da empresa 27 metalúrgicos e 21 cotistas do Senai

Por
Felipe Dorneles

Foram demitidos 27 metalúrgicos e 21 cotistas do Senai

publicidade

A fabricante de máquinas agrícolas e de construção AGCO demitiu 48 trabalhadores da planta de Santa Rosa, no Noroeste do Estado. Foram desligados da empresa 27 metalúrgicos e 21 cotistas do Senai. As rescisões ocorreram na tarde destas sexta-feira, na sede do Sindicato dos Metalúrgicos, e supreenderam o presidente do associação dos trabalhadores, João Roque dos Santos.

“Nos meses de setembro e outubro a empresa contratou 50 pessoas, e agora nos pegou de surpresa com essas demissões. Este é o presente de Natal dos trabalhadores”, ironizou. Ele teme o próximo ano, pois avalia que não tem previsões animadoras no setor de máquinas e implementos.

O representante dos metalúrgicos lembra que o agravante desta situação é que estas contratações estão dentro das mudanças da Reforma Trabalhista. “Os trabalhadores saem sem multa de contrato. Se o acordo era seis meses, e a demissão ocorreu antes, não tem multa, só recebe o que trabalhou”, explica. E com o novo regime, não há negociação, nem na Justiça do Trabalho. “Estamos de mãos amarradas. Nem demissão em massa podemos alegar”.

Nota da AGCO 

 "A AGCO esclarece que a companhia realizou na unidade fabril de Santa Rosa uma readequação do quadro de funcionários por conta da sazonalidade do mercado de colheitadeiras. Os funcionários desligados, em sua maioria, eram colaboradores temporários cujo término dos contratos já estava previsto. A AGCO mantém sua atuação de acordo com as melhores práticas de gestão, reitera que tem um compromisso sério com os seus colaboradores e terceirizados, e reforça que reconhece sua importância para a companhia e o desenvolvimento agrícola do País."