China libera lotes de carne brasileira

China libera lotes de carne brasileira

Carne estava retida há mais de 80 dias nos portos chineses

Nereida Vergara

publicidade

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) recebeu nesta terça-feira um comunicado da Administração Geral de Alfândegas da China liberando os carregamentos de carne bovina brasileira retidos há mais de 80 dias nos portos chineses para entrada naquele país. O comunicado diz que serão aceitas cargas com certificação sanitária até 3 de setembro 2021, um dia antes de o Brasil embargar voluntariamente a exportação de carne de gado para a China, em razão de dois casos atípicos de Encefalopatia Espongiforme Bovina, o chamado “Mal da Vaca Louca”, ocorridos na região Centro-Oeste.

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse que a liberação desses lotes retidos pela autoridade chinesa representa um primeiro passo rumo à retomada das exportações regulares para a China. “Não existe motivo de preocupação nem para os nossos consumidores nem para os consumidores externos”, tranquilizou. Tereza Cristina reconheceu, entretanto, que essa liberação alivia os exportadores brasileiros que tinham contêineres no mar ou em portos. “Agora, temos um próximo passo para liberar a suspensão da carne brasileira. Estamos em andamento neste processo e espero que isso aconteça ainda no próximo mês”, projetou.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895