Cambiasso e Capanegra comemoram títulos do Freio de Ouro

Cambiasso e Capanegra comemoram títulos do Freio de Ouro

Disputa foi apertada entre machos e consagrou conjunto que foi à final pela primeira vez entre fêmeas

Correio do Povo

Cambiasso e Capanegra comemoram títulos do Freio de Ouro

publicidade

O cavalo de pelagem douradilha PN Cambiasso (box 90), da Cabanha Positivo, de Portão, montado pelo ginete Adriano Comunelo, foi o vencedor do 36º Freio de Ouro, nesse domingo, no Parque Assis Brasil, ao final de disputa muito acirrada com o concorrente da Cabanha Iguariçá, de São Borja, La Castellana Esplendor (box 89), conduzido por Claudio dos Santos Fagundes. PN Cambiasso obteve 20,812 pontos, contra os 20,804 de La Castellana. Segundo o jurado da final, Luis Rodolfo Machado, Cambiasso não havia ido bem na avaliação morfológica, mas teve um desempenho muito uniforme nas três provas funcionais.

No ano passado, PN Cambiasso havia ficado em quarto lugar, em sua primeira participação no Freio de Ouro. O proprietário do animal, Jonas Leopoldino de Souza, afirmou que o que fez do equino de 10 anos um vencedor foi a decisão da cabanha de acreditar no potencial dele e na interação do cavalo com o ginete Adriano Comunelo. “Hoje eu concretizei um sonho de infância. Conhecer melhor o Cambiasso fez a diferença”, emocionou-se Comunelo, de 32 anos.

A fêmea campeã do Freio de Ouro 2017 foi Capanegra Quinta Sinfonia (box 031), das cabanhas Capanegra, de Dom Pedrito, e Gameleira, de Goiânia(GO). guiada pelo ginete Eduardo Weber de Quadros. A égua de pelagem tostada obteve 22,033 pontos. ficando à frente de Jeitosa do Mano a Mano, com 20.822 pontos. Tanto Quinta Sinfonia quanto Eduardo são estreantes na final do Freio de Ouro. “Eu agradeço a confiança das cabanhas em mim. Não caiu a ficha ainda”, reconheceu Weber. O proprietário da fêmea, Fernando Dornelles Pons, diz que agora, na condição de campeã, Quinta Sinfonia deve reproduzir com sêmen do garanhão Equador de Santa Edwiges, exemplar da raça Crioula que atingiu preço de R$ 6,97 milhões em maio e morreu em junho.

Na abertura da competição, foi feito um minuto de silêncio pelo público, estimado em 20 mil pessoas, em homenagem ao veterinário Jarbas Castro Júnior, responsável pelas admissões de animais do ciclo 2017 do Freio de Ouro, que morreu no sábado.

publicidade


publicidade


publicidade


publicidade


publicidade


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895