Gafanhotos são detectados em oito municípios gaúchos

Gafanhotos são detectados em oito municípios gaúchos

Presença do inseto foi registrada em São Valério do Sul, Santo Augusto, Bom Progresso, Redentora, Coronel Bicaco, Chiapeta, Campo Novo e Dois Irmãos das Missões

Nereida Vergara

publicidade

O último relatório da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr) sobre a incidência de gafanhotos no Rio Grande do Sul, divulgado nesta terça-feira, indicou a presença dos insetos em oito cidades: São Valério do Sul, Santo Augusto, Bom Progresso, Redentora, Coronel Bicaco, Chiapeta, Campo Novo e Dois Irmãos das Missões. Foram feitos 108 levantamentos em 11 municípios (além dos que registraram incidência, participaram ainda São Martinho, Nova Ramada e Braga) com localização de gafanhotos em 67 observações. O monitoramento dos insetos, das espécies Chromacris speciosa , Sinipta e Zoniopoda, vem sendo feito desde o dia 30 de novembro. 

O chefe da Divisão de Defesa Sanitária Vegetal da Seapdr, Ricardo Felicetti, reitera que as espécies identificadas são nativas e de ocorrência comum no Rio Grande do Sul, não se enquadram como pragas agrícolas e nem trazem danos aos plantios cultivados e lavouras comerciais. Segundo Felicetti, a orientação da secretaria é de que não seja adotado nenhum controle dos insetos " tendo em vista que estas espécies desempenham função ecológica e eventuais supressões possibilitariam desequilíbrio local e efeitos adversos ao meio ambiente", diz ele.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895