Porto Alegre, quinta-feira, 27 de Novembro de 2014

  • 02/04/2014
  • 14:39
  • Atualização: 15:22

Campanha contra gripe inclui crianças com até cinco anos incompletos

Ao todo, 49,6 milhões de brasileiros devem receber a dose entre 22 de abril e 9 de maio

  • Comentários
  • Agência Brasil

A campanha nacional de vacinação contra a gripe começa no próximo dia 22 e prossegue até 9 de maio, incluindo pela primeira vez crianças com idade entre 6 meses e menos de 5 anos. Até o ano passado, apenas aquelas na faixa etária de 6 meses a menos de 2 anos recebiam a dose.

De acordo com o Ministério da Saúde, o público-alvo da campanha em 2014 soma 49,6 milhões de pessoas. A meta é vacinar 80% dessa população, que além das crianças leva em conta os idosos com mais de 60 anos, trabalhadores da saúde, povos indígenas, as gestantes, mães puérperas (até 45 dias após o parto), a população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional.

A orientação é para que pessoas com doenças crônicas não transmissíveis ou com outras condições clínicas especiais também recebam a dose. Elas devem apresentar a prescrição médica no ato da vacinação. Pacientes cadastrados em programas de controle de doenças crônicas no Sistema Único de Saúde (SUS) devem procurar os postos onde estão registrados para receber a vacina.

O secretário de Vigilância em Saúde, Jarbas Barbosa, explicou que a ampliação da faixa etária de menores de 2 para menores de 5 anos favorece a a própria criança criando também o chamado efeito secundário. “Ao ser vacinada, ela deixa de ser uma possibilidade de transmissão para o idoso ou para uma pessoa com doença crônica que mora dentro de casa.”

A escolha dos grupos considerados prioritários, segundo o ministério, segue recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) e é respaldada por estudos epidemiológicos e pela observação do comportamento de infecções respiratórias tendo como principal agente o vírus da gripe.

Ainda de acordo com a pasta, a vacina é segura e pode reduzir em até 45% o número de internações por pneumonias e em até 75% a mortalidade por complicações da gripe.

Serão distribuídas 53,5 milhões de doses que protegem contra três tipos de gripe, incluindo a influenza A (H1N1). Em todo o país, 65 mil postos de saúde e 240 mil profissionais de saúde devem se integrar à campanha. O dia D ocorre em 26 de abril.

“É importante que a vacinação seja feita nesse período para proteger o maior número de pessoas”, ressaltou o ministro da Saúde, Arthur Chioro, ao garantir que as equipes de saúde estaduais e municipais estão sendo preparadas para o diagnóstico e o tratamento precoce da doença.

Bookmark and Share