Touro Angus da Agropecuária Quirí tem cota de 50% vendida por R$ 70 mil

Touro Angus da Agropecuária Quirí tem cota de 50% vendida por R$ 70 mil

A partir de agora, o animal passa a ser posse da Agropecuária Quirí e de Ruivo, por meio de sociedade

Carolina Pastl*

Para Ruivo, o animal é "um Angus moderno, produtivo, que atende plenamente as expectativas de um mercado aquecido e em franca expansão"

publicidade

O touro Quirí A232P, que foi o segundo melhor Touro Jovem do Programa de Melhoramento de Bovinos de Carne (Promebo) geração 2018, teve cota de 50% comercializada por R$ 70.000,00 no leilão da Agropecuária Quirí, no município de Dom Pedrito. Quem arrematou o animal foi o criador Fábio Ruivo, proprietário da Cabanha Recalada, de Capão do Leão, na quinta-feira (22/10). Para o pecuarista, o reprodutor deve desempenhar um papel importante em seu rebanho, devido ao seu “potencial incrível” para comercialização de sêmen.  A partir de agora, o animal passa a ser posse da Agropecuária Quirí e de Ruivo, por meio de sociedade.

Essa compra foi feita no remate do Parque de Exposições de Dom Pedrito, que atingiu faturamento de R$ 918.000,00 com a venda de 45 animais, sendo 43 Angus e dois Ultrablack. A média dos 39 machos Angus Puros Controlados (PC) foi de R$ 19.128,21 e dos três Puros de Origem (PO) foi de R$ 25.000,00. Os reprodutores da raça Ultrablack alcançaram média de R$ 13.500,00. Esses valores são médias “excelentes”, de acordo com Vivian Pötter, da Agropecuária Quirí.

*Sob supervisão de Elder Ogliari


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895